Hora extra: O que é? O que a CLT diz sobre a hora extra? Hora extra noturna, entenda como funciona!

hora extra

A hora extra é um direito de todo e qualquer trabalhador brasileiro. Porém, mesmo assim, ela possui algumas regras que devem ser seguidas tanto pelo trabalhador, quanto pelo empregador. Essas normas têm a ver com o modo que é feito o pagamento, o valor, entre outras importantes informações.

Nos tópicos a seguir você vai entender como funciona a hora extra, o que a CLT diz sobre ela, entre outros dados muito importantes para você aprender tudo a respeito desse benefício que é um direito de todo trabalhador. Confira!

O que é a hora extra?

A hora extra é um valor pago para profissionais que trabalham além da carga horária definida em contrato. Ou seja, você foi contratado para trabalhar em uma empresa por 30 horas semanais, ou 6 horas por dia de segunda até sexta-feira. Porém, em alguns dias você fica uma ou duas horas a mais a pedido da empresa para poder terminar o seu serviço. Essas horas a mais são as horas extras e precisam ser pagas pelo empregador.

O valor desse tempo a mais dedicado ao trabalho é de acordo com o seu salário mais 50%. Ou seja, o empregador tem que fazer o cálculo de quanto vale o seu salário por hora e adicionar 50% a mais, no mínimo. Assim, a cada hora a mais trabalhada, você vai receber esse acréscimo no seu salário.

O que diz a CLT sobre a hora extra?

hora extra cálculo

A Consolidação das Leis Trabalhistas é muito definitiva quando trata das horas extras. A primeira regra é que existe um tempo máximo de hora extra por dia, são duas horas, não pode passar disso.

Além dessa regra importante, o trabalhador recebe de acordo com o seu contrato em específico. Se ele foi contratado para trabalhar 6 horas por dia, de 12h até 18h, ele deve receber o valor de hora extra, caso trabalhe fora dessa definição contratual. Ou seja, se ele começou 11h ou saiu depois das 18h, ou trabalhou final de semana, tem que receber o valor relativo a cada uma dessas horas extras.

Outro detalhe é que a CLT deixa bem claro que o profissional não é obrigado a trabalhar fora do horário definido em contrato. Ou seja, se o seu empregador exigir que você faça essa carga extra, é seu direito entrar na Justiça e cobrar uma boa indenização dele por conta desse dano causado a você.

Claro que existem exceções em caso de trabalhos que o recurso extra é essencial para algum tipo de emergência, como um médico que termina o seu horário e o outro ainda não chegou ou vai atrasar, por exemplo. O hospital não pode ficar sem médico, com isso a hora extra se torna obrigatória.

A dica dos especialistas é que o próprio funcionário calcule e arquive a suas horas extras. Isso porque muito empresário age de má-fé e não conta esse período trabalho. Use algum modelo específico que prove o tempo trabalhado a mais, como enviar um e-mail sempre que chegar e sair do trabalho, ou uma mensagem no Whatsapp ou Skype da empresa, entre outras possibilidades.

Guarde essas provas, porque você vai precisar delas, caso o seu empregador não queira pagar a sua hora extra. Se tiver ponto, melhor ainda. É só você guardar ou escanear o papel do ponto com o seu horário de chegada e saída todos os dias.

Como fazer o cálculo?

hora extra como calcular

Para fazer o cálculo da hora extra você precisa pegar o seu salário no valor integral bruto, dividir pelo número de dias do mês que você vai trabalhar. Esse resultado precisa ser somado com mais 50% dele mesmo para dar o valor certo da sua hora extra.

Hora extra no sábado

Antes da reforma trabalhista, a hora extra no sábado era contada de um jeito diferente dos outros dias da semana. Porém, com a reforma isso mudou e hoje é o mesmo cálculo de um dia de semana normal.

Hora extra noturna

Existe um outro tipo de benefício para quem trabalha à noite, é o adicional noturno. A hora extra desse trabalho é maior do que a hora extra de quem trabalha durante o dia. O horário para receber a hora extra noturna é se o profissional trabalhar entre as 22h e às 5h da manhã.

O valor é 20% a mais do já definido na hora extra normal, diurna. Basta fazer aquele mesmo cálculo e adicionar 20% do valor total.

O que mudou com a reforma trabalhista?

A reforma do direito trabalhista mudou o valor da hora extra no final de semana. Antes dela, a pessoa tinha direito a uma hora extra maior, além de folga. Atualmente, o final de semana vale como um dia de semana normal.

Se tiver gostado deste texto sobre hora extra, compartilhe-o com seus amigos nas suas redes sociais!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *